Sussurros

11 de mar de 2015

Sussurros


Sussurros ecoam pela encruzilhada 
A batida penetra o coração 
Ferve os nervos a cada corrida 
Seu sorriso já não faz sentido 

O tempo parou há tempos 
Nós o escondemos, sem vidros no chão 
O sangue lento corre entre os cacos 
Feridas profundas, oceanos de angústia 

Coloque-me abaixo disso 
Tire-me dessa extorsão 
Mostre seu rosto pelo menos 
Meu último sussurro, você 

Não precisamos mais de maquiagem 
Voltamos, sem cicatrizes 
Sem premonições, sem agora 
Estamos vivendo...